Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Luzes.. Mariana.. AÇÃO!!

Blogue de uma rapariga com os pés na Terra e a cabeça na Lua

Luzes.. Mariana.. AÇÃO!!

Blogue de uma rapariga com os pés na Terra e a cabeça na Lua

Feliz ou revoltada?

Resultado de imagem para gif

 

Oiii estou de volta!! É estranho, não é? Fiquei tipo seis meses sem escrever e depois volto assim. Mas acho que é bom. É porque estou motivada. E eu só estou motivada quando estou triste, revoltada ou feliz. No caso estou feliz. Devem ser estas vibes do início de verão. Porque, caso não saibam, há mesmo estudos que provam que as pessoas andam muito mais felizes no verão/ primavera do que no inverno (cliquem aqui)

E sobre aquilo de escrever histórias, posso começar já hoje, só que a vergonha não é pouca. Quer dizer, óbvio que eu tenho de "ser quem sou", fazer o que gosto (é o que dizem as modelos para inspirar as mulheres, só que elas não se têm de preocupar com isso porque elas têm um belo salário e pessoas que as veneram independentemente da *treta* que fizerem). Só que as coisas não são assim tão lineares, por isso apetece-me ameaçar-vos só para comentarem este post e dizerem "Vai Mariana, escreve, nós adoramos-te!", para eu ter essa motivação. E eu sei que esta conversa já está um bocado sem sentido, mas fogo! Este é o meu blog, eu faço o que eu quiser! E pronto, com esta vitimização toda eu só estou a dizer que vou escrever o que me apetecer. Se calhar até estou revoltada... Por isso vou começar por mostrar algumas preciosidades que eu fiz com 9/10 anos. Depois digam a vossa opinião, porque eu gostava ao menos de saber o que é que vocês pensam.

 

Limão Ácido e Algodão Doce

O Limão Ácido e o Algodão-Doce eram os alimentos que se davam pior de toda a roda. Embora o Algodão-Doce não estivesse na Roda dos Alimentos, o Limão também não era muito famoso.

E pronto! Eram os dois do contra. O Algodão-Doce era muito doce, como o próprio nome diz, e carinhoso, mas nunca recusava uma pequena embirrância com o Limão. Já este era super ácido, também como o nome diz, e não tinha esta reação de fúria só com o Algodão Doce.

O Sal Salgado e o Café Amargo também tinham algumas zangas mas as do Algodão Doce e do Limão Ácido… As guloseimas e as frutas bem que os tentavam afastar, mas de nada servia! Quando algum dizia quente o outro dizia frio, preto – branco, forte – fraco e adiante.

Certo dia, a Água, que era a chefe da roda dos alimentos, já farta das zangas entre estes dois, pôs um bocado de sal no Algodão Doce, para este ficar mais descontraído, e uma pitada de açúcar no Limão Ácido, para ele não se enervar tanto.

Parece que de repente os conflitos pararam. Na roda e fora da roda dos alimentos não havia um pio até que… Clap! Clap! Clap! Os alimentos começaram todos a bater palmas. Estava uma alegria total em todo o lado e bocas sorridentes por todas as refeições, comidas e alimentos. Mas quando…

 - Ei! Estás com medo ó cafezinho? Não bates palmas? – Exclamou o Sal Salgado.

 - Não tens nada a ver com isso ó sal podre! – Respondeu o Café Amargo.

 - Acho que precisas de te acalmar…

 - Estás enganado!

Mas esta é outra história.

 

O que é que acham? Eu gostei muito de como ficou, acho que está criativo, modéstia à parte. Quer dizer, não é nada "maravilhoso". Nem é isto que pretendo escrever aqui, a menos que vocês queiram. Eu só estou com esta ideia na cabeça porque eu sinto que não sou muito boa a escrever textos informativos. Digamos que sou "descuidada" com as palavras. Tenho amigos que achava que não sabiam escrever lá grande coisa e depois quando leem os seus textos na escola usam palavras muito chiques e uma linguagem muito correta. Usam palavras tipo "mágoa", o que para mim, quer acreditem ou não, é muito evoluído. Eu uso tristeza, dor no máximo. Agora "mágoa"? Não. Mas posso começar a usar: Que grande mágoa que eu sinto!

E ás vezes leio blogues à toa, de pessoas adultas, e tudo bem que são muito mais velhas do que eu, mas eu não me imagino a escrever assim em com a idade deles. E é isso que me enerva. Imagino uma história que era capaz de levar 100 páginas, e não dá mais que 20 linhas. Mas se for para aqui, eu até posso fazer o esforço. No próximo post, que pode ser ainda hoje, se me der na cabeça, vou escrever o que me lembrar. Ou então continuar algo que já fiz, quem sabe. Mesmo que não tenham paciência para ler tudo até ao fim, fica lá. E aposto que nem metade das pessoas que começaram a ler este post vão chegar ao fim. Mas espero que cheguem, claro. E que COMENTEM.

 

Kiss 

3 comentários

Comentar post